Notícias

DELEGACIA DE ENTORPECENTES (DRE)

Polícia Civil incinera mais de duas toneladas de entorpecentes na Capital

05/12/2018 - 10:15

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil realizou a incineração de quase duas toneladas e meia de drogas, na manhã desta quarta-feira (05) em Cuiabá.

Os entorpecentes, divididos em maconha, pasta base de cocaína e drogas sintéticas, foram destruídos na fornalha de uma fábrica de estocagem de grãos, localizada na rodovia dos Imigrantes, bairro Distrito Industrial.

De acordo com o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, as duas toneladas e meia de entorpecente foram apreendidas durante o segundo semestre de 2018, especialmente em operações policiais realizadas pela unidade especializada.

Essa é a segunda incineração do ano. Em maio, mais de duas toneladas foram incineradas pela DRE. Geralmente as incinerações são realizadas uma vez ao ano, no entanto, em razão da grande quantidade de entorpecentes apreendida no segundo semestre foi necessária outro ato de incineração.

O delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira explica que a metodologia de trabalho da DRE é dividida em duas vertentes de combate ao tráfico de drogas. Uma com foco no enfrentamento ao tráfico interestadual que envolve grandes carregamentos de drogas vindos do Estado de Mato Grosso do Sul (MS) e da fronteira com a Bolívia.

O segundo ponto de trabalho busca o combate ao “tráfico formiguinha” que abastece as bocas de fumo enraizadas nos bairros da região metropolitana, e também fomenta outros tipos de delitos como roubo, homicídio, furto e latrocínio.

“Além do trabalho das equipes policiais, algumas apreensões são resultantes de denúncias anônimas feitas pela sociedade. Toda denúncia que chega a DRE é devidamente checada pelos policiais”, destacou o delegado.

No montante de drogas incineradas também constam apreensões de outras unidades da Polícia Civil e da Polícia Militar que são entregues nas duas Centrais de Flagrantes, de Cuiabá e Várzea Grande.

Acompanharam o ato de incineração os policiais civis da DRE, da Gerência de Operações Especiais (GOE), representantes da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), OAB-MT, Polícia Militar, Polícia Federal, Ministério Publico Estadual, Autoridade Judiciária da Vara Criminal de Cuiabá, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Delegado Geral da PJC, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi.


 

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia